Terça 16 Julho 2019,
Patrocínio VIP

Médico veterinário orienta sobre vacina contra febre aftosa no Café com o UNICERP

Durante o mês de maio, acontece em todo o país a campanha de vacinação contra a febre aftosa. O assunto foi tema do Café com o Unicerp desta terça-feira, 30 de abril. O médico veterinário Professor Me. Gustavo Lima Ribeiro, coordenador do curso de Medicina Veterinária do UNICERP, informou aos ouvintes do Show da Manhã da Rádio Difusora 95,3FM as principais preocupações relacionadas à doença.

“A febre aftosa é uma doença viral extremamente infectocontagiosa. O grande problema é o impacto econômico que ela causa. Se um rebanho for detectado com a presença da febre aftosa, o resultado é o fechamento das barreiras comerciais, trazendo grandes prejuízos aos produtores da região”, explicou.

O período de vacinação de bovinos (bois, vacas) e bubalinos (búfalos) vai até 31 de maio. A multa para quem deixar de vacinar o rebanho é de R$ 5,32 por animal e R$ 127,69 por propriedade não declarada.

Segundo o IMA (Instituto Mineiro de Agropecuária), na compra é preciso que a vacina seja conservada em caixa térmica com gelo suficiente para mantê-la refrigerada, entre 2 e 8 graus centígrados, até o momento da aplicação. Se a vacina esquentar perde o valor de proteção. Na propriedade a vacina deve ser mantida em geladeira na mesma temperatura (2°C a 8°C) e aplicada o mais rápido possível. Os horários ideais para a aplicação são o início da manhã e o final da tarde.

Fotos: Luiz Costa Júnior (Comunicação UNICERP)

Comentários

comentários

Gostou? Compartilhe!

Sobre o autor

Diretor Patrocínio VIP