Quinta 19 Outubro 2017,
Patrocínio VIP

Cássio Remis se reúne com a diretoria do Recanto Casa do Idoso São Vicente

Na última semana o ex presidente da Câmara Municipal de Patrocínio Cássio Remis foi convidado pelo presidente do Recanto Casa do Idoso São Vicente, Sr. Baltazar Ferreira, Assistente Social Alessandra e a Diretora Financeira Maria Jose Salomão, para uma reunião a fim de solicitar apoio do ex presidente Cássio Remis junto ao governo federal para viabilização de recursos que auxiliara na manutenção da instituição.

Recanto Casa do Idoso São Vicente

O Recanto Casa do Idoso e uma das instituições assistenciais que presta um importante trabalho na comunidade patrocinense e como toda instituição filantrópica se sobrevive de doações e ajudas institucionais. E com um orçamento apertado a diretoria solicitou uma intervenção de Cassio Remis junto ao governo federal para viabilizar recursos que auxiliaram na manutenção da instituição. Segundo o presidente Baltazar Ferreira atualmente a Casa do Idoso conta com 68 residentes e 42 funcionários as receitas que na sua maioria são oriundas de benéficos de aposentadoria dos residentes não são suficientes para mantermos esta estrutura funcionando com dignidade. Ponderou o presidente

Aquisição de um Veiculo

Dentre as várias dificuldades encontradas atualmente pela instituição a falta de um veículo adequado para o transporte dos idosos e o que mais tem preocupado a atual diretoria. Na busca de encontrar uma alternativa o ex presidente da Câmara Municipal Cássio Remis se comprometeu a trabalhar para viabilizar este veículo que com certeza irá trazer um pouco mais de conforto aos nosso idosos que hoje encontram-se morando na Casa do Idoso de Patrocínio.
Falta de Apoio do Município
Para o ex presidente da Câmara Municipal Cássio Remis, o poder público municipal está ignorando esta realidade e literalmente virou as costas para as entidades assistenciais de Patrocínio, “Esta administração que ai esta infelizmente não tem se preocupado muito em manter nossas entidades funcionando, reduziu drasticamente o repasse as entidades, sem o menor sentimento de humanidade, as nossas entidades são administradas por pessoas de bem de nossa sociedade que de maneira voluntaria se dedicam as causas assistenciais de nosso município sem receber absolutamente nada em troca e muita das vezes tiram até do bolso para ajudar. Mas as prioridades desta administração parecem ser outras, cuidar das pessoas parece não ser o forte deste governo que ai está. Na tentativa de auxiliar é que lutarei junto as nossas lideranças tanto em Brasília quanto em Belo Horizonte para viabilizar estes recursos que ajudara na manutenção desta importante instituição. Analisou Cássio Remis

Comentários

comentários

Gostou? Compartilhe!

Sobre o autor

Diretor Patrocínio VIP