BOLETIM DA DENGUE

BOLETIM DA DENGUE

Às quintas-feiras, a Secretaria Municipal de Saúde atualização às informações sobre os casos confirmados de dengue e o número de notificações apresentadas no município.

De acordo com o Secretário Municipal de Saúde, Wesley F. Romão, segundo dados apurados até o dia 14/05 junto aos laboratórios que realizam exames na rede particular de saúde, somados aos dados obtidos junto ao laboratório referenciado pela Superintendência Regional de Saúde para onde são levados os exames realizados na rede SUS, o município de Patrocínio possui 434 notificações de dengue e 114 casos confirmados. Não há nenhum óbito registrado.

Regiões afetadas

Os dados revelam ainda os locais de maior incidência de casos notificados da dengue no município. Bairros: Morada Nova, Santo Antônio, Centro, São Vicente, Enéas, Marciano Brandão, Jardim Ipiranga, Santa Terezinha e São Judas.

Momento de alerta e cuidados redobrados

A Prefeitura de Patrocínio, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, realiza um trabalho permanente de combate à dengue e à chikungunya.

54 Agentes de Endemias trabalham de segunda a sábado realizando busca ativa nas residências e controle nos locais de foco com aplicação de larvicidas.

“Nossos agentes estão passando de casa em casa, orientando a população para evitar acúmulo de água em vasos, pneus, quintais, entre outros locais, além de ensinar como fazer o armazenamento correto de água (cobertura de baldes, caixas, tanques e outros recipientes). Já foram encontradas larvas do mosquito em casca de ovo jogada no quintal, alertou o secretário”.

Wesley lembrou ainda que a Administração, através da Secretaria de Obras, tem realizado a limpeza de vários pontos de despejo, com a remoção de lixo e entulho das vias públicas, recolhimento de pneus, porém, a população continua jogando todo tipo de material nos mesmos locais. “A própria comunidade sofre com essas atitudes, pois esses locais acumulam água da chuva e se tornam ambiente para a proliferação do mosquito”, finaliza o secretário.

Se tá limpo, não tem mosquito

80% dos focos encontram-se dentro das residências. Por isso é fundamental o envolvimento responsável de toda a população.

A dengue mata. E todos já sabem como se prevenir para não permitir a proliferação do vírus. Agora é preciso o comprometimento de cada um, mantendo sua casa, quintal e terrenos livres de possíveis criadouros do mosquito.

O mosquito gosta de água parada, independente se está limpa ou suja. Ele também prefere os cantos escuros da casa e do quintal.  O Aedes prefere ficar atrás das portas, do sofá, da geladeira, no meio de plantas.

Fique atento a esses locais.

Elias Miranda de Resende

Diretor Patrocínio VIP

Comments

Deixe um comentário