Alerta Geral: Casos de dengue aumentam em Patrocínio

Alerta Geral: Casos de dengue aumentam em Patrocínio

ALERTA GERAL:

O Governo Municipal tem intensificado esforços no combate ao mosquito transmissor da dengue, chikungunya e do zika vírus. Mas essa batalha não será vencida se a população não contribuir e cada cidadão fizer a sua parte.

Mutirão de limpeza, novos larvicidas, capacitação de agentes de endemias e profissionais da saúde, fiscalização domiciliar intensa, inclusive nos fins de semana, campanhas educativas em escolas e creches, nada adianta se os mosquitos continuam a se proliferar nos quintais e lotes das residências.

Segundo o último Boletim da Dengue, divulgado na sexta-feira (12), o número de casos de dengue confirmados chegou a 91, até a data de 06/02. As notificações têm crescido de forma preocupante, mesmo com todas as ações implementadas pela Administração Municipal. Nas últimas quatro semanas o número de casos notificados subiu de 127,47 para 173,72 por 100 mil habitantes.

Os bairros onde concentraram o maior número de casos notificados foram: Centro, Enéas Aguiar e Santo Antônio, que somados totalizaram 86 notificações, das 166 registradas em 2016.

Força conjunta

A Secretaria Municipal de Saúde tem promovido uma campanha educativa junto às crianças nas escolas e centros de educação infantil em todo o município. Em cada visita, os agentes distribuem cartilhas, cartazes e tiram dúvidas das crianças, e pedem que cada uma ajude no combate ao mosquito.

“Nosso objetivo é transformar cada criança em um agente fiscalizador de sua própria residência e bairro”, explica o secretário municipal de saúde, Wesley Faber Romão, ao lembrar que as crianças são por natureza os melhores multiplicadores das orientações.

Os agentes de combate a endemias também estão mapeando as caixas d’água destampadas e as residências abandonadas para a notificação dos proprietários.

“Não basta saber o que é dengue, chikungunya e o vírus zika, muito menos saber como se livrar do mosquito que transmite essas três perigosas doenças, se nada faz para eliminar os criadouros do Aedes aegypti. Tire 10 minutos por semana do seu tempo para verificar sem não tem água acumulada dentro de casa, no quintal, no terreno baldio perto”, alerta o secretário, conclamando a comunidade a se unir ao Governo Municipal ao combate do mosquito.

Lembre-se: somos todos soldados nessa batalha. Por isso, vamos juntos afastar essa ameaça.

Elias Miranda de Resende

Diretor Patrocínio VIP

Comments

Deixe um comentário